Economia

Restrições: veja o que pode funcionar em Camaquã a partir da 20h

Novo decreto estadual amplia restrições de funcionamento do comércio
24/02/2021 - 16h06min Corrigir

As novas restrições de horário de atendimento em estabelecimentos comerciais em Camaquã, seguindo o novo decreto estadual, foi um dos assuntos tratados através de live na fanpage da prefeitura, na tarde dessa terça-feira (23). Participaram da transmissão ao vivo, o secretário da Saúde, Renato Sanhudo, o coordenador da Vigilância em Saúde, Fabiano Martins e a chefe do Setor de Vacinação, Danieli Hain de Souza. A outra pauta foi a vacinação no município.

Alguns comércios estão proibidos de funcionar no horário compreendido das 20 horas até as 5 horas. No entanto, comércios classificados como de serviços essenciais podem funcionar durante a noite.

Veja quais os comércios que podem funcionar durante a noite também:

- Farmácias

- Postos de combustíveis (sem aglomerações, obviamente)

- Hospitais

- Clínicas médicas

- Serviços funerários

- Serviços agropecuários, veterinários e de cuidados de animais em cativeiros

- Assistência social e atendimento de pessoas em estado de vulnerabilidade

- E serviços realizados na modalidade de telentrega.

Para os serviços de restaurante, lancherias e afins a modalidade para atendimento, a partir das 20 horas, é de exclusividade de tele-entrega e não pode ter atendimento ao público. Portanto, a modalidade “take-away” (pague e pegue) está proibida. “Take-away” é a modalidade que o cliente vai até o estabelecimento para retirar a encomenda.

Os supermercados podem abrir as portas e receber os clientes até as 20 horas. No entanto, até as 21 horas, os estabelecimentos já têm que estar vazios e sem atendimento.

Igrejas de qualquer religião também só podem funcionar até as 20 horas, respeitando a capacidade de 30 pessoas ou 20% do PPCI. Hotéis e similiares e restaurantes em beira de estrada podem funcionar durante a noite.

Aglomeração ou junção de pessoas na calçada junto ou dentro dos estabelecimentos comerciais, a responsabilidade é do proprietário, afirmou Fabiano Martins, coordenador da Vigilância em Saúde do município, durante a live.

MAIS NOTÍCIAS

OLIDATA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ELETRO CLIC
ROGÉRIO CALÇADOS
MÁRIO SERRALHEIRO
ART MÓVEIS
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ADRIANO CONRADO
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +
*/ ?>