Saúde

Vacinação contra covid-19: pessoas com comorbidades entre 54 e 56 anos são vacinadas hoje em Camaquã

A imunização acontece das 8h30 às 16h30, no Centro de Imunização, no bairro Viégas
06/05/2021 - 10h22min Corrigir

Pessoas com comorbidades entre 54 e 56 anos estão sendo vacinadas nesta quinta-feira (6) em Camaquã. A imunização acontece das 8h30 às 16h30, no Centro de Imunização, localizado no bairro Viégas.

A ampliação das faixas etárias de pessoas com comorbidades ocorreu após mudanças no protocolo de vacinação de combate à covid-19.

A vacina em pessoas de 40 a 59 anos de idade será fracionadas em três faixas etárias diárias e ocorrerá até o dia 13 de maio.

Cada pessoa terá que comprovar a comorbidade através de receita ou laudo médico, a qual ficará retida na unidade de aplicação da vacina.

Confira o cronograma de faixa etária e data de vacina para comorbidades:

  • Quinta-feira (6) – pessoas de 54, 55, e 56 anos;
  • Sexta-feira (7) – pessoas de 51, 52 e 53 anos;
  • Segunda-feira (10) – pessoas de 48, 49 e 50 anos;
  • Terça-feira (11) – pessoas de 45, 46 e 47 anos;
  • Quarta-feira (12) – pessoas de 42, 43 e 44;
  • Quinta-feira (13) – pessoas de 40 e 41 anos.

Grupos comorbidades incluídas como prioritárias para a vacinação contra covid-19:

  • Diabetes; 
  • Pneumopatias crônicas graves: pessoas com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia bronco pulmonar e asma grave (uso recorrente de corticóides sistêmicos, internação prévia por crise asmática);
  • Hipertensão Arterial Resistente (HAR);
  • Hipertensão Arterial estágio 3;
  • Hipertensão Arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo;
  • Doenças Cardiovasculares;
  • Insuficiência cardíaca (IC) em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association;
  • Cor-pulmonale crônico e hipertensão pulmonar primária ou secundária;
  • Cardiopatia hipertensiva;
  • Síndromes coronarianas crônicas: angina pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós infarto agudo do miocárdio, outras;
  • Valvopatias: lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).
  • Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos, pericardite crônica ou cardiopatia reumática;
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas: aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos;
  • Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atrias e outras).
  • Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca, arritmias, comprometimento miocárdico;
  • Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfribiladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência);
  • Pessoas que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico ou hemorrágico, ataque isquêmico transitório, ou demência vascular;
  • Doença renal crônica estágio 3 ou mais;
  • Imunossuprimidos: indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas;
  • Hemoglobinopatias graves;
  • Obesidade mórbida;
  • Síndrome de Down;
  • Cirrose hepática A, B ou C.

MAIS NOTÍCIAS

OLIDATA
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
ROGÉRIO CALÇADOS
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ELETRO CLIC
SUPER SÃO JOSÉ
MÁRIO SERRALHEIRO
ANUNCIE AQUI
Tocando agora: Relembre bons momentos