Saúde

Camaquã atinge 37 focos do Aedes aegypti somente neste ano

O centro e os bairros Viégas, Dona Tereza, Vila Nova, Olaria, Carvalho Bastos e Centenário lideram a lista de locais com mais registros de criadouros identificados pelos agentes sanitários
24/05/2022 - 18h37min Corrigir

O novo balanço da Vigilância Epidemiológica, divulgado nesta terça-feira (24), pela Secretaria da Saúde, aponta que Camaquã já identificou 37 focos do mosquito Aedes aegypti somente neste ano. Desde o último levantamento, houve o acréscimo de outros 14 pontos de proliferação do inseto. 

O centro (17) e os bairros Viégas (6), Dona Tereza (4), Vila Nova (3), Olaria (3), Carvalho Bastos (2) e Centenário (2) lideram, respectivamente, a lista de locais com mais registros de criadouros identificados pelos agentes sanitários. A primeira vistoria deste ano ocorreu no dia 25 de fevereiro. Na ocasião, foram localizados de uma só vez 10 focos espalhados em áreas do centro e dos bairros Dona Tereza e Viégas. Até o dia 5 de maio, 23 focos haviam sido descobertos no município.

 

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

O Aedes aegypti é o principal vetor de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela. É um inseto que vive em ambientes que contêm água limpa e parada. Por esse motivo, a pasta ressalta a importância de realizar inspeções periódicas para eliminação de possíveis criadouros no pátio das residências, no entorno ou em terrenos baldios. Os depósitos preferenciais para os ovos são recipientes domiciliares com água parada ou até mesmo quando secos, como pneus, caixas d’água destampadas, lonas, vasos, potes e drenagens. 

A Secretaria da Saúde solicita que a comunidade receba os agentes de combate às endemias em casa. Os profissionais estão preparados para orientar a população sobre como manter a limpeza dos pátios em dia, evitando a proliferação de várias enfermidades. Os sintomas das doenças causadas pelo mosquito são dor de cabeça, dor no corpo e febre na maioria dos casos.

Para prevenir que o mosquito se prolifere, alguns cuidados são necessários. Entre eles:

  • Manter tampada a caixa d’água, assim como tonéis ou latões que estejam expostos à chuva;

  • Guardar pneus velhos sob abrigos;

  • Não acumular água em vasos de plantas ou nos pratos onde ficam (cobrir com areia).

Até agora, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) contabiliza 28.056 infecções por dengue este ano, das quais 23.357 são autóctones (adquiridas dentro do território do Estado). Além disso, a pasta também notificou 35 mortes pela doença.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA CAMAQUENSE
IDEALPLAST
CÂMERAS
GRÁFICA.COM
BORGTE CONSÓRCIOS
ART MÓVEIS
FUNERÁRIA CONCÓRDIA
LEDEJAR
TBK INTERNET
Mais Lidas
FUNERÁRIA CAMAQUENSEIDEALPLASTCÂMERAS
GRÁFICA.COMBORGTE CONSÓRCIOSART MÓVEISFUNERÁRIA CONCÓRDIALEDEJARTBK INTERNETSUPER SÃO JOSÉ
Ouça a BJ Rádio Web

Está claro demais aqui? O Blog do juares agora conta com o modo escuro. Aperte na lâmpada e apague a luz!