Política

“O RS está no radar de investidores”, destaca governador no encerramento da primeira missão ao exterior

Leite e os secretários da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso, de Parcerias, Bruno Vanuzzi, e do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, estiveram com investidores e operadores financeiros nos Estados Unidos
20/05/2019 - 10h30min Renan Arais/Secom Corrigir

O principal objetivo da primeira missão ao exterior, onde teve seis dias de reuniões em Nova York e depois em Londres, reiterou o governador Eduardo Leite, foi colocar o Rio Grande do Sul no radar dos investidores da América Latina e da Europa. E o propósito foi alcançado, conforme destacou o chefe do executivo gaúcho pouco antes de seguir para o aeroporto para retornar ao Brasil, no começo da noite de sábado (18/5), no horário de Londres. “Essa viagem valeu muito a pena, o Rio Grande do Sul está no mapa dos investidores, está no radar de quem tem capital para investimentos”, afirmou.

‪Leite e os secretários da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso, de Parcerias, Bruno Vanuzzi, e do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, estiveram com investidores e operadores financeiros do Council of the Americas, Bank of America Merryll Linch, Banco UBS, Goldman Sachs, Itaú Unibanco e Credit Suisse, além de conversarem com editores do Financial Times, um dos maiores jornais de economia do mundo, e falarem no Brasil de Ideias da revista Voto. Nos encontros, destacaram as potencialidades do Estado e mostraram as oportunidades de negócios por meio dos programas de privatizações, concessões e parcerias com o setor privado.‬

Qualidade de vida 

‪Segundo o governador, há uma agenda muito clara para o RS, para o enfrentamento da crise fiscal e há a necessidade de se modernizar na busca do equilíbrio entre receita e despesa, trabalhando com uma lógica de privatizações, de ajuste na estrutura de pessoal e previdência e com uma política de desenvolvimento que gere mais renda, riqueza e, consequentemente, mais receita para o Estado.

“Dentro dessa política de competitividade e ajuste das contas estão as privatizações e as concessões para o setor privado em setores como rodovias, hidrovias e aeroportos. Nesse sentido que apresentamos o RS para quem tem capacidade de investir. Mostramos as oportunidades de forma clara, com uma carteira de projetos, não apenas com intenções, e estamos seguros que essa viagem trará resultados positivos. Assim que esses projetos foram levados à execução vamos atrair investimentos e fazer o RS crescer, estimulando nossa economia e melhorando a qualidade de vida das pessoas”, finalizou.

O governador chega ao Brasil domingo (19/5). Na segunda-feira (20), retoma as atividades em Porto Alegre, com extensa agenda até a noite.

MAIS NOTÍCIAS

SPEED CAR
MIX BEBIDAS
PEGLOW
SERVI
JOMAR GÁS
Vencato Casas
Studio Master
FUNERÁRIA JARDIM
ROGÉRIO CALÇADOS
SUPER SÃO JOSÉ
ELETRO CLIC
ADRIANO CONRADO
ECONÔMICA MÓVEIS E ELETRO
RÁDIO SÃO JOSÉ
CIPEX IDIOMAS
TIC-TAC
Tocando agora: Relembre bons momentos
Diminuir/Aumentar Fonte: Fonte: A - A +