Mundo

Julius Jones: governador impede a execução da pena de morte na última hora

Jones seria executado por um crime que alega não ter cometido
18/11/2021 - 16h30min Corrigir

O governador de Oklahoma, Kevin Stitt, cancelou a execução do prisioneiro Julius Jones, que estava no corredor da morte, poucas horas antes de receber a injeção letal em uma prisão de Oklahoma. Jones foi condenado à morte pelo assassinato de Paul Howell em 1999 nos subúrbios de Oklahoma City, um crime que ele diz não ter cometido.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

O Conselho de Perdão e Condicional do estado recomendou anteriormente em uma maioria de votos de 3-1 que a sentença de Jones fosse comutada para prisão perpétua com a possibilidade de liberdade condicional.

O caso atraiu a atenção generalizada nos últimos anos, em parte devido à série de documentários da ABC de 2018 "The Last Defense".

Mais de seis milhões de pessoas assinaram uma petição de Justiça para Julius que declara que ele foi colocado no corredor da morte por causa de "falhas fundamentais no sistema encarregado de decidir".

Em sua própria declaração, a advogada de Jones, Amanda Bass, chamou a decisão do governador de "um passo importante para restaurar a fé pública no sistema de justiça criminal, garantindo que Oklahoma não execute um homem inocente". Mas ela reconheceu que a família de Jones e seus apoiadores esperavam que ele pudesse obter liberdade condicional.

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso grupo de WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA BOM PASTOR
SUPER SÃO JOSÉ
ART MÓVEIS
PIX
KNN IDIOMAS
DR. JOÃO BATISTA
MÁRIO SERRALHEIRO
ELETRO CLIC
OLIDATA
CÂMERAS EXTERNAS
FUNERÁRIA CAMAQUENSE