Educação

RS adere projeto de educação e cidadania em colaboração com Instituto Maurício de Sousa

Programa contempla revistas em quadrinhos, vídeos, jogos e trilhas com participação dos personagens da Turma da Mônica
07/05/2021 - 14h40min Governo do RS Corrigir

O governo do Estado, por iniciativa da subchefia de Ética, Controles Públicos e Transparência da Casa Civil, em parceria com a Secretaria da Educação (Seduc), assinou um termo de compromisso com a Coordenadoria-Geral da União (CGU) para participar do projeto "Um por todos e todos por um! Pela ética e cidadania".

O programa faz parte de um conjunto de ações de capacitação e gestão do conhecimento voltadas para o público infanto-juvenil, conhecido como Educação Cidadã. Criado em 2009 em colaboração com o Instituto Maurício de Sousa, conta hoje com ampla avaliação positiva de comunidades escolares em todo o Brasil, além de reconhecimento internacional como iniciativa governamental de excelência, destinada a valorizar o comportamento ético e o exercício da cidadania entre crianças e adolescentes.

“A tarefa de educar uma criança não é apenas do professor, do governo, é da sociedade como um todo. Todos somos responsáveis pela educação dessas crianças. O professor, o diretor da escola, todos os funcionários, são de alguma forma inspiração e exemplo. O governo é fundamental, a sociedade como um todo, líderes comunitários, todos aqueles que têm possibilidade de dar contribuição para ajudar precisam se engajar porque isso interfere diretamente na vida de todos”, reforçou o governador Eduardo Leite.

Leite lembrou que, enquanto estudante de Direito no município de Pelotas, onde morou, participou de um projeto social com objetivo semelhante a esse que o Estado passa a integrar. "A iniciativa promovia justamente o ensino de noções básicas de direitos, deveres, responsabilidade ambiental, democracia, importância do voto e outras questões importantes na constituição de um cidadão por completo, que entende sua posição na sociedade, seus direitos e deveres, e isso é muito importante para que possamos ter a melhor formação de seres humanos por completo, com todo seu potencial, construindo mais do que indivíduos, mas uma coletividade que entende a importância do outro e que, portanto, respeita e constrói um futuro melhor”, comentou.

Todo o material do programa, que se destaca pela proposta pedagógica, pela riqueza dos recursos didáticos e pelo caráter lúdico, colaborativo e criativo, estará disponível em modo offline (via mídias digitais, links e aplicativos) para locais onde não haja acesso à internet, ou ainda em modo online, hospedado na plataforma AVA MEC, do Ministério da Educação (MEC).

“Temos de iniciar desde crianças, então quero enaltecer a grande iniciativa da CGU que, em parceria com Instituto Maurício de Sousa, desenvolveu esse grandioso programa. É uma alegria poder fazer parte dessa rede, que busca disseminar valores e padrões éticos de conduta na comunidade escolar. Somente com fomento de ações educativas como essa será possível que as crianças de hoje se tornem adultos íntegros no futuro”, ressaltou o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos.

O programa "Um por todos e todos por um!" contempla revistas em quadrinhos, vídeos de animação, jogos e trilhas, todos com a participação dos personagens da Turma da Mônica. Inicialmente, será implementado em três escolas da rede pública estadual de Ensino Fundamental: Professora Leopolda Barnewitz, Gomes Carneiro e Matias de Albuquerque.

“Ética e cidadania estão relacionados à nossa forma de estar no mundo, individual e coletivamente. Sabemos que o universo das crianças está nas escolas, sobretudo nas escolas públicas – cerca de 80% das crianças do Ensino Fundamental do Rio Grande do Sul estão nas nossas escolas. Portanto, esse engajamento por parte dos diretores escolares é muito importante, e é exatamente com o trabalho deles que construíremos essa transformação que a escola permite. As crianças que estão conosco nas escolas hoje vão ocupar empregos que ainda não foram criados, vão ter de aprender a conviver em um mundo em que as regras de convivência, de desperdício, serão diferentes, e as escolas são o espaço para esse aprendizado”, destacou a secretária da Educação, Raquel Teixeira.

Empatia, integridade, participação social, diálogo, preservação ambiental, democracia, responsabilidade, cidadania e controle social, ética, comunicação, transparência e Lei de Acesso à Informação são alguns dos temas abordados no projeto. O Rio Grande do Sul, dessa forma, dá mais um passo importante para a transformação do ensino.

O evento também contou com a participação da secretária de Trabalho e Assistência Social, Regina Becker, do superintendente da Controladoria-Geral da União no Estado, Carlos Alberto Rambo, da presidente do Instituto Criança Mais Feliz RS, Sinara Sonallio, da presidente da organização Todos pela Educação, Priscila Cruz, e do líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Frederico Antunes, além de um depoimento gravado do cartunista Maurício de Sousa.

MAIS NOTÍCIAS

ELETRO CLIC
SUPER SÃO JOSÉ
FUNERÁRIA BOM PASTOR
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
ART MÓVEIS
ROGÉRIO CALÇADOS
MÁRIO SERRALHEIRO
ANUNCIE AQUI
OLIDATA
Tocando agora: Relembre bons momentos