Rural

São Lourenço do Sul confirma primeiro caso de raiva bovina do ano

Mais dois casos suspeitos da doença estão sendo investigados pela Inspetoria Veterinária do município
25/06/2021 - 16h42min Corrigir

Um caso de raiva foi identificado em uma propriedade rural de São Lourenço do Sul nessa quinta-feira (24). É o primeiro registro da doença no município em 2021. O diagnóstico foi confirmado após amostra analisada pelo Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor (IPVDF), em Eldorado do Sul.

Um bovino de uma fazenda na localidade de Caipira, área rural do município, apresentou sintomas da doença e passou a ser monitorado pela Inspeção Veterinária. O animal veio a óbito após alguns dias da notificação. O dono da propriedade onde o caso foi confirmado recebeu orientação para manter em dia a vacinação contra raiva do rebanho.

Outros casos a partir deste passaram a ser investigados. Atualmente, a Inspetoria Veterinária aguarda o resultado de mais duas amostras coletadas – uma delas na localidade de Feliz. 

Durante três anos seguidos, o município registrou casos de raiva nos rebanhos de bovinos. Em 2017, 2018 e 2019 a doença foi identificada nas localidades de Serra Velha, Sesmaria, Socorro e Coqueiro. Na ocasião, os produtores foram orientados a seguirem vacinando seu rebanho.

Ontem (24), a Secretaria da AgriculturaPecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) emitiu alerta sanitário acerca da raiva dos herbívoros no Rio Grande do SulMariana Pimentel e Guaíba estão entre os municípios em que já foram identificados focos da doença. Já Barra do Ribeiro, Eldorado do Sul e Porto Alegre estão com alerta de evolução de focos. 

O alerta foi emitido com base em situações registradas no Estado, como a incidência de agressões do morcego hematófago Desmodus rotundus a herbívoros, sem conhecimento e identificação de refúgios. Alguns esconderijos habituais dos morcegos são troncos ocos de árvores, cavernas, fendas de rochas, furnas, túneis e casas abandonadas, entre outros. De janeiro a junho, o Programa de Controle da Raiva Herbívora da Secretaria contabilizou 17 focos de raiva em 13 municípios e possível evolução de focos em mais 28.

MAIS NOTÍCIAS

KNN IDIOMAS
MÁRIO SERRALHEIRO
ELETRO CLIC
ART MÓVEIS
DR. JOÃO BATISTA
SUPER SÃO JOSÉ
CÂMERAS EXTERNAS
FUNERÁRIA BOM PASTOR
OLIDATA
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
PIX