Cultura

BJ entrevista músico camaquense que é o novo baterista da banda gaúcha Rosa Tattooada

Matt Thofehrn nasceu em Camaquã, mas mora há quase 20 anos em Pelotas, onde estuda, leciona e atua no ramo da música

Compartilhe:
07/01/2024 - 16h56min Corrigir

“Vivendo um sonho de criança”. Essa é a frase que o camaquense Matt Thofehrn, de 33 anos, usou para definir a atual fase da sua vida. O músico é o novo baterista da banda porto-alegrense de hard rock Rosa Tattooada. O anúncio foi realizado no dia 30 de dezembro pelo Instagram do grupo.

O Rosa Tattooada tem 36 anos de estrada e coleciona grandes sucessos no rock nacional, como "O Inferno Vai Ter que Esperar""Tardes de Outono", "Predador", entre outros. Atualmente, a banda se apresenta como um trio, composto também por Jacques Maciel, no vocal e guitarra, e Valdi Dalla Rosa, no baixo. O antigo baterista, Dalis Trugillo, estava desde o ano passado intercalando os shows do Rosa Tattooada com a turnê comemorativa "20 + 2 Experience", do grupo KLB, o qual integra como convidado. Neste período, Thofehrn revezou a bateria da banda com Trugillo, quando coincidiam as agendas do Rosa Tattooada e do KLB.

Porém, no final de 2023, Trugillo se viu envolvido com o aumento da demanda de apresentações junto ao trio de irmãos paulistas – o que tornou impossível conciliar a parceria com a banda gaúcha. Foi a partir disso que Matt foi convidado para ingressar definitivamente como membro do Rosa Tattooada.

Nascido em Camaquã, mas morando em Pelotas há cerca de 18 anos, Thofehrn é formado em Produção Fonográfica pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel), e cursa atualmente Licenciatura em Música na Universidade Federal de Pelotas (UFPel). 

Com aproximadamente 23 anos de trajetória na música, Matt é cantor, compositor, baterista, intérprete, arranjador e professor de bateria e percussão, além de colecionar troféus de Melhor Instrumentista no Festival Itinerante da Música Brasileira 2023, no Carijo da Canção 2023, no Troféu Ronda dos Festivais 2023, no Reponte 2022 e no Fecanpop 2021. 

Thofehrn conta que nasceu em uma família bastante musical e com estilos variados. Além do rock e do hard rock, Matt também atua na música nativista. Desde o começo da carreira, já trabalhou com várias bandas e artistas, entre eles: Jukebox Orchestra, Duda Calvin (Tequila Baby), Falcão (falecido cantor de brega) e com o próprio Jacques Maciel, quando ele estava em carreira solo. Já o contato com o Rosa Tattooada iniciou em meados dos anos 2000.

Confira o bate papo que Blog do Juares (BJ) bateu com Matt Thofehrn sobre a carreira e o novo projeto com o Rosa Tattooada:

Blog do Juares: Como despertou teu interesse pela música? Alguém da tua família também segue carreira?

Matt Thofehrn: A música está na minha vida desde o início. Tive o privilégio de nascer em uma casa muito musical, onde se ouve música de todos os estilos. Meus pais sempre estavam com o toca discos rodando, e minha mãe, como professora de arte, sempre me incentivou nas mais variadas formas. Acabei enveredando naturalmente pela música... Meu pai vinha com os discos do Black Sabbath, Casa das Máquinas e festivais nativistas (outro ramo que eu atuo) e minha mãe com Beatles, New Age e música clássica. E, sempre que possível, levavam meu irmão e eu a shows. Foi um prato cheio pra nossa infância. Meu irmão é produtor e meu bisavô foi regente de coral, minhas tias por parte de mãe também tocavam piano, violino, violoncelo, etc. Mas quando eu nasci, elas já não praticavam mais. Acabei sendo influenciado pelas bandas da cidade e a banda que meu irmão levava pra ensaiar na nossa garagem, a saudosa Hi-Fi.

BJ: Como começou tua trajetória na música?

M.T: Comecei a tocar bateria no meu aniversário de 10 anos, quando ganhei minha primeira bateria. Eu colocava os CDs num aparelho portátil pequeno que minha mãe usava pra dar aulas e tocava os discos de ponta a ponta. Logo, começaram as bandas de garagem com amigos e daí pra frente nunca mais teve um “plano B” ... Já estava totalmente fisgado pela música!

BJ: Quais são as tuas influências musicais? Elas te acompanham desde a infância?

M.T: Essa é difícil responder! Minhas influências quando criança eram o que se ouvia em casa, ou seja, de tudo... Rock internacional e nacional, muito rock gaúcho, música clássica, MPB, nativismo, jazz... E com a adolescência vieram o punk e o metal, hard rock e aí virei um consumidor voraz de discos enveredando por todos os estilos que eu pudesse conhecer e aprender. Minha coleção é gigante e meu Spotify é uma loucura!

BJ: E como surgiu a tua ligação com o rock e hard rock?

M.T: Como disse, vem da infância e das bandas locais que tocavam covers nacionais e internacionais. Nessa época também o rock gaúcho tinha uma força incrível! Então, ouvimos todos os discos possíveis dessa obra feita aqui na nossa terra. O hard rock em especial foi arrebatador, porque eu via todos aqueles músicos excelentes e com uma presença de palco incrível, foi ai que me deu o estalo “é isso que eu quero” e incorporei e trabalhei minha performance de palco para me tornar um “showman”. O Rosa (Tattooada) foi uma grande referência nesse momento, porque eram os caras “daqui” que faziam o que eu buscava. Então, tocávamos covers e tentávamos imitar o estilo de compor. Realmente nunca pensei que um dia estaria tocando com esses caras, que são pra mim uma influência direta. Estou vivendo um sonho de criança!

BJ: Como surgiu o convite para começar a tocar com a Rosa Tattooada?

M.T: Eu já havia trabalhado anteriormente com o Jacques Maciel em alguns shows acústicos da sua carreira solo e também trabalhei na produção de shows locais com o Vini Canto (produtor e empresário), além de ser amigo de longa data da banda. Então, no meio de 2023, fui convidado pelos guris pra assumir algumas datas que o grande Dalis Trujillo não poderia fazer por estar em tour com o KLB. Tudo foi muito rápido, não tivemos ensaios, treinei todo o show sozinho na minha sala de estudo por umas 50 vezes. Todos os dias eu passava o show na íntegra duas vezes por dia e cheguei “pulando no meio do fogo” pra fazer os shows. Felizmente, foram um sucesso e rolou uma química e amizade muito grande, tanto o Jacques Maciel quanto o Valdi Dalla Rosa são excelentes músicos e super generosos. Me guiaram sobre o que era preciso. Também, trabalhar com uma equipe profissional e dedicada é sempre uma felicidade. Depois disso, segui fazendo outras datas com a banda, estudando e aprimorando a cada show. Quando chegou o fim de 2023, fui convidado pra assumir as baquetas como membro da banda. E quando recebi o convite, inevitavelmente, chorei de felicidade. E, agora, estou “afiando o facão” pra oferecer o melhor possível pra cumprir com essa missão que me foi confiada.

BJ: Como está sendo integrar oficialmente a banda desde então? Muitas expectativas?

M.T: Estou realmente feliz e realizado! É minha banda preferida do rock gaúcho e tocar com esses caras é um verdadeiro sonho! Tenho plena consciência de que o trabalho não é fácil, e que preciso sempre estar em constante dedicação. Realizamos shows de alta performance, então, você precisa estar bem com o seu corpo e sua mente pra entregar o que é necessário. Felizmente, sei que estou muito bem amparado por uma equipe de grandes profissionais, como o Vini Canto (produtor e empresário), Edu Coelho (engenheiro de som), que são referências na história da música do Rio Grande do Sul. E tenho ao meu lado o mestre Jacques Maciel, que leva essa banda há 36 anos com muita competência, e o Valdi Dalla Rosa, que é uma máquina do rock and roll. Sendo assim, é basicamente me trabalhar pessoalmente e dar tudo que eu posso pra essa locomotiva do hard rock! Mal espero pra encontrar os amigos nos shows e celebrar tudo com muita música!

BJ: Qual a agenda da banda para esse início de ano?

M.T: Agora pra o início de 2024 temos dia 13 de janeiro na praia do Cassino, 3 de fevereiro em Dom Feliciano e 9 de março em Caxias (do Sul), além de outros que estamos organizando. Inclusive, produtores que tiverem interesse em contratar nosso show podem entrar em contato com o nosso empresário Vini Canto pelo WhatsApp (53) 99324-0915.

BJ: Tens projetos solo na música?

M.T: Em 2023, lancei meu projeto pessoal chamado “General Loco Y Sus Calaveras”, onde eu sou o vocalista e baterista, tocando versões do rock gaúcho e do cancioneiro nativista em uma forma roqueira. Ao meu lado estão os incríveis Mini Ribeiro (contrabaixo) e Daniel Duarte “Che” (acordeom). Os shows têm sido um grande sucesso e pra esse ano pretendemos lançar nosso material autoral. Também, sigo desenvolvendo meu trabalho com o grupo Nativista Latino Americano LadoAlado, que conta com Robledo Martins, Everson Maré, Alex Moreira, Joaquim Velho, Carlos de Césaro e Gil Soares, onde trabalhamos em festivais de música nativista e também estamos preparando um álbum para 2024.

BJ: Qual conselho tu darias para quem está começando no ramo?

M.T: O caminho é longo e bastante duro. Não existem fórmulas prontas e muito menos jogo ganho. Não tem segredo: se você ama tocar tem que suar a camiseta, a prática, constância e dedicação diária são fundamentais. Também recomendo que você não fique só trancado no seu quarto estudando. Saia, veja outros músicos, abra seus ouvidos e olhos, faça amizades e tenha uma boa base de afeto para lhe ajudar nesse caminho. Afinal, música é uma prática em conjunto que exige respeito e cumplicidade. Seja grato e tenha carinho pelas pessoas que lhe ajudarem! Parafraseando a canção “Vá em Frente”, do Rosa Tattooada: “Acredite nos seus sonhos, você vai conseguir!”.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso super grupo no WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

BJ RÁDIO WEB | CAMAQUÃ (RS)
COMERCIAL EM INGLÊS BLOG DO JUARES
SUPER SÃO JOSÉ
TBK INTERNET
CÂMERAS
COMERCIAL BLOG DO JUARES
FUNERÁRIA BOM PASTOR
AABB
Mais Lidas
BJ RÁDIO WEB | CAMAQUÃ (RS)
COMERCIAL EM INGLÊS BLOG DO JUARESSUPER SÃO JOSÉTBK INTERNETCÂMERASCOMERCIAL BLOG DO JUARESFUNERÁRIA BOM PASTORAABBFUNERÁRIA CAMAQUENSE