Justiça

Seis homens são condenados a mais de 330 anos de prisão ao todo pelo assassinato de uma família na Serra Gaúcha

Crime aconteceu no dia 26 de outubro de 2020, em Caxias do Sul

Compartilhe:
13/04/2024 - 16h18min MPRS Corrigir

Acolhendo denúncia do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), seis homens foram condenados pelo Tribunal do Júri em Caxias do Sul na noite dessa sexta-feira (12), pelo assassinato de uma família ocorrido no ano de 2020.

Conforme a decisão, dois irmãos que mataram Edson Toffolo, de 37 anos, Vanessa Martins dos Santos, 29, que estava grávida, e o filho dela, Enzo dos Santos de Oliveira, quatro anos, foram sentenciados a 88 anos e três meses de prisão. Eles tinham antecedentes e também foram condenados pelo crime de corrupção de menores, organização criminosa e aborto sem consentimento.

Outros três, também condenados por homicídio, receberam penas menores. Um deles de 54 anos e sete meses e dois de 48 anos de reclusão. Eles não foram condenados pelo crime de corrupção de menor e receberam redução de pena porque tinham menos de 21 anos na época dos fatos e não tinham antecedentes criminais. Um respondia o processo em liberdade e teve, por conta da condenação, a prisão determinada pelo juiz na sentença lida ao final do julgamento.

O último dos acusados foi absolvido dos homicídios, mas condenado a três anos em regime aberto pelo crime de organização criminosa, como todos os demais, que também receberam condenações por aborto sem o consentimento da gestante, já que a vítima Vanessa estava grávida de cerca de seis meses.

De acordo com a denúncia do MPRS, a motivação do assassinato da família, ocorrido no dia 26 de outubro de 2020, foi disputa por território para venda de drogas. Os três foram executados em casa, na cama, às 23h30. Toffolo foi atingido por 12 tiros, Vanessa três e Enzo morreu com um tiro na cabeça.

Conforme o promotor de Justiça Leonardo Giardin, que atuou em plenário no julgamento, “foram dois dias de intenso e extenuante trabalho, que puniu exemplarmente os mandantes, planejadores e executores da hedionda chacina que vitimou uma família inteira, dentre elas uma criança de apenas quatro anos de idade, uma mulher grávida e o bebê que ela gestava em seu ventre".

O promotor ressalta, ainda, que a decisão serve também para, de certo modo, desestruturar a organização criminosa de narcotraficantes que há anos oprime a população do Bairro Serrano, em Caxias do Sul.

Um adolescente também teve participação no crime e o processo corre em segredo de Justiça. Todos eles integravam uma organização criminosa que dominava a venda de drogas nos bairros Serrano e Jardim Iracema. Toffolo e a família foram assassinados porque ele estava comercializando drogas na região.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso super grupo no WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

FUNERÁRIA BOM PASTOR
AFUBRA MAIO 2024
SUPER SÃO JOSÉ
CÂMERAS
COMERCIAL EM INGLÊS BLOG DO JUARES
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
AABB
TBK INTERNET
Mais Lidas
FUNERÁRIA BOM PASTORAFUBRA MAIO 2024
SUPER SÃO JOSÉCÂMERASCOMERCIAL EM INGLÊS BLOG DO JUARESFUNERÁRIA CAMAQUENSEAABBTBK INTERNETCOMERCIAL BLOG DO JUARES