Justiça

MPRS faz denúncia contra policiais envolvidos em morte de homem em Porto Alegre

Caso aconteceu em maio deste ano em uma casa noturna

Compartilhe:
27/12/2023 - 10h23min Ascom MPRS Corrigir

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) denunciou, no último sábado (23), seis policiais militares envolvidos na morte de um homem, após um desentendimento em Porto Alegre. O caso aconteceu no dia 7 de maio, em uma casa noturna do Bairro Floresta (4º Distrito),

Conforme a denúncia do MPRS, as vítimas estavam na festa quando começou uma briga generalizada entre policiais a paisana e populares. Em determinado momento, um homem tentou desarmar um destes policiais, ocasião em que a arma disparou acidentalmente na virilha do agente da força militar.

Logo em seguida, as vítimas saíram do local. Ao serem abordadas por outro policial e pelo segurança da festa acabaram entregando a arma, sendo liberados depois disso.

Na sequência do ocorrido, outros dois policiais chegaram ao local e ao saberem que seu colega havia sido baleado passaram a atirar contra a vítima e sua companheira, que já estavam no veículo para ir embora.

“Em seus depoimentos, ambos os policiais faltaram com a verdade acerca do ocorrido, alegando que somente atiraram contra a vítima após a mesma ter efetuado disparos contra eles, criando uma falsa narrativa de legítima defesa”, conta a promotora Lúcia Helena de Lima Callegari, autora da denúncia.

A denúncia aponta que os policiais teriam feito o “enxerto” da arma no local do fato, na tentativa de corroborar com o falso cenário de legítima defesa, contrariando as imagens das câmeras de segurança instaladas no local.

Conforme a promotora, o delito foi praticado por motivo torpe, uma vez que mataram a vítima por vingança, pelo fato da mesma ter desarmado o colega militar que havia se envolvido em uma briga no local, em extremo desvalor à vida humana

“O crime foi cometido com emprego de meio que resultou perigo comum, uma vez que os disparos de arma de fogo foram efetuados em frente a um bar, após seu horário de fechamento, havendo grande movimento de pessoas saindo do local, podendo atingir indiscriminadas outras pessoas que ali se encontravam. Praticado, ainda, com recurso que dificultou a defesa da vítima, já que este foi atingido de inopino, após ter sido liberado para ir embora por outro policial, encontrando-se em seu veículo, quando passou a ser alvo dos disparos, sendo atingido pelas costas, sendo surpreendida, o que dificultou reação de defesa ou fuga do ofendido”, destaca a promotora na denúncia.

Inscreva-se em nosso novo canal do YouTube ACESSE AQUI!

Para receber as notícias gratuitamente e em tempo real participe do nosso super grupo no WhatsApp, clicando aqui!

Ou participe do nosso grupo no Telegram clicando aqui!

Ouça AQUI a web rádio do Blog do Juares!

Siga o Blog do Juares no Google News e recebe notificações das últimas notícias em seu celular, acessando aqui!

MAIS NOTÍCIAS

TBK INTERNET
SUPER SÃO JOSÉ
CÂMERAS
COMERCIAL EM INGLÊS BLOG DO JUARES
COMERCIAL BLOG DO JUARES
AFUBRA MAIO 2024
AABB
FUNERÁRIA CAMAQUENSE
Mais Lidas
TBK INTERNET
SUPER SÃO JOSÉCÂMERASCOMERCIAL EM INGLÊS BLOG DO JUARESCOMERCIAL BLOG DO JUARESAFUBRA MAIO 2024AABBFUNERÁRIA CAMAQUENSEFUNERÁRIA BOM PASTOR